Translate

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Prefeito de BH diz que cumprir promessas está 'foda' e xinga internet

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), resolveu prestar contas à população da capital mineira pela internet. Com o linguajar rude que o caracteriza, fez um balanço de sua gestão numa transmissão ao vivo pelo Facebook. “Eu não tô sumido”, declarou Kalil. “Eu tô aqui, tentando fazer pra vocês o que eu prometi. E garanto que tá foda! Não tá fácil! Tá difícil! Não é mole isso aqui!”
Criticado por uma operação de retirada de camelôs do centro da capital mineira, Kalil justificou-se: “…Foi uma coisa que me doeu, me tirou o sono. […] Fizemos com o máximo que nós conseguimos de humanidade. Mais do que nós fizemos, não temos competência e capacidade.”
A transmissão durou pouco mais de seis minutos. E foi interrompida três vezes por problemas técnicos na conexão com a web. Ex-presidente do Atlético, Kalil esculhambou a empresa responsável pelo serviço como se ralhasse com os jogadores do seu time depois de um jogo ruim. O prefeito não é um cultor do idioma de Camões. E quando fica bravo, parece preferir expressar-se noutra língua, muito parecida com o português:
“Já pedi pra essa merda dessa Prodabel vim cá arrumá isso dez vezes. Parece que eles num consegue resolver. E a gente tem essa porcaria de internet. Como tudo aqui na prefeitura, desde que nós chegamo, era assim. E nós vamo mudá.” Mais adiante: “Eu vô encerrá porque ocês viram que num tá funcionando. Vô vê se arrumo essa porcaria dessa internet, pra mim poder falar sem corte pra vocês.”
Kalil caprichou na autocrítica: “Não tô aqui pra falar que tá tudo bem, porque não tá. Continua muito ruim. Nós estamos tentando melhorar. Você não tá sendo atendido direito, como eu quero. Mas vai voltar a ser atendido. Nós vamos revirar de cabeça pra baixo aquela Secretaria de Saúde.” A certa altura, o prefeito prometeu abrir um hospital “nem que seja a tapa e pescoção”.
A aparição de Alexandre Kalil ocorreu na tarde de quarta-feira. Ele se comprometeu a prestar contas na web quinzenalmente. Adversário do tucano Aécio Neves e do PSDB mineiro, Kalil encerrou sua transmissão em timbre irônico: “Nós estamos aqui, trabalhando pra burro. Não somos o melhor do mundo, não somos o pior do mundo. A única coisa que aqui não tem é: ninguém tá delatado, ninguém vai ser delatado. Ninguém aqui vai su…” A conexão com ''essa porcaria de internet'' caiu pela terceira vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.