Translate

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

A SAÚDE EM TRÊS CORAÇÕES PEDE POR SOCORRO

O prefeito de Três Corações que divulgou a construção da Arena do Rei (a burra deve estar cheia), um absurdo, diga-se, está fechando os PFS e centralizando todo o atendimento em um único lugar, claro que sem estrutura para receber todos com o mínimo de dignidade. Ele, o idealizador da Arena do Rei (na realidade uma ideia do falecido Dr. Luiz Carlos de Paiva), com verba específica se recusou a construir unidade da UPA, que pelos compromissos pactuados com o governo federal seria severamente fiscalizada.
E agora, a população vai continuar pagando por verdadeiros atentados contra a vida? Esperamos a atuação dos vereadores e do MP.

UPA - Unidade de Pronto Atendimento. Saiba mais:

Funcionar 24 horas por dia, sete dias por semana e poder resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. Com isso, ajudam a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais. A UPA inova ao oferecer estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o usuário chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

As UPAs fazem parte da Política Nacional de Urgência e Emergência, lançada pelo Ministério da Saúde em 2003, que estrutura e organiza a rede de urgência e emergência no país, com o objetivo de integrar a atenção às urgências.

São três portes de UPA:
Porte I: tem o mínimo de 7 leitos de observação. Capacidade de atendimento médio de 150 pacientes por dia. População na área de abrangência de 50 mil a 100 mil habitantes.
Porte II: tem o mínimo de 11 leitos de observação. Capacidade de atendimento médio de 250 pacientes por dia. População na área de abrangência de 100 mil a 200 mil habitantes.
Porte III: tem o mínimo de 15 leitos de observação. Capacidade de atendimento médio de 350 pacientes por dia. População na área de abrangência de 200 mil a 300 mil habitantes

Nenhum comentário:

Postar um comentário