Translate

sexta-feira, 12 de maio de 2017

TRE-MG decide pela cassação do prefeito e vice de Elói Mendes, MG



Segundo a decisão, Willian Cadorini e Marcos Gomes também ficariam inelegíveis; chapa permanece no cargo até julgamento de recursos.
O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais decidiu pela cassação do mandato do prefeito de Elói Mendes (MG), Willian Cadorini (PTD) e do vice-prefeito, Marcos Miranda Sodré Gomes (PDT). A decisão foi publicada na tarde desta quinta-feira (11) no site oficial da instituição e teve como base a “prática de conduta vedada a agente público em período eleitoral”, utilizando a máquina pública para promover a candidatura. Os dois permanecem no cargo até o julgamento de possíveis recursos.
O tribunal determinou também a “inelegibilidade por 8 anos aos candidatos”, ou seja, a suspensão dos direitos políticos durante o período. Esta sanção foi estendida a Natal Cadorini, que é tio de Willian e réu na ação. Natal foi candidato à prefeitura de Varginha (MG) nas eleições 2016.
Ainda de acordo com o TRE-MG, a decisão cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e o julgamento deve demorar entre um e dois meses.
Até a publicação desta reportagem, o prefeito Willian Cadorini não havia sido encontrado para comentar a decisão. O vice-prefeito, Marcos Gomes, não quis se manifestar. Já Natal Cadorini afirmou que ainda não havia sido notificado e que recorreria da sentença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.