Translate

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

MORTES DE MACACOS EM LAVRAS E TRÊS PONTAS

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou na tarde desta quinta-feira (9) que as mortes de mais dois macacos estão sendo investigadas no Sul de Minas por conta da febre amarela. Conforme a informação divulgada no boletim diário sobre a doença, estão sendo investigadas mortes em Lavras (MG) e Três Pontas (MG).
O relatório também confirmou que o macaco encontrado morto em Poços de Caldas (MG) realmente morreu por conta da doença. A informação já havia sido divulgada pela Prefeitura Municipal de Poços de Caldas (MG) nesta quarta-feira. Por conta disso, a prefeitura da cidade ampliou o horário de vacinação.
Além desses casos, o relatório confirma que há rumores de primatas mortos em mais nove cidades do Sul de Minas, no entanto, os casos não evoluíram para investigação. Há rumores nos municípios de Campestre, Claraval, Andradas, Caldas, Ibitiúra de Minas, Ouro Fino e Campanha.
Por enquanto, foram confirmados quatro casos de febre amarela no Sul de Minas, todos em Delfinópolis (MG). Também foram confirmadas pela secretaria três mortes no município por conta da doença. Uma outra morte foi confirmada pela Secretaria de Estado de São Paulo.
Macaco achado morto em Varginha
Um outro macaco foi encontrado morto no início da semana no bairro Parque Rinaldi, em Varginha. No entanto, conforme a prefeitura, ainda não se sabe as causas da morte e nem se há relação com a febre amarela. O animal foi recolhido e levado para o Instituto Evandro Chagas, onde vai passar por exames. A informação ainda não consta no relatório oficial da Secretaria de Estado de Saúde. Conforme a secretaria informou ao G1, o caso deverá aparecer como "em investigação" assim que ele for notificado e a Regional de Saúde informar o Estado.
Por conta da suspeita, a prefeitura informou que haverá um bloqueio vacinal na região para garantir que toda a comunidade fique imunizada.
G1 Sul de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário