Translate

sábado, 7 de janeiro de 2017

POLICIA FEDERAL INVESTIGA CONTRATO UNINCOR E SOEBRAS (RUY MUNIZ)


A Polícia Federal assumiu as investigações sobre as suspeitas de fraudes e irregularidades praticadas pela Soebras/Funorte contra a Fundação Comunitária Tricordiana de Ensino, mantenedora da Universidade Vale do Rio Verde, em Três Corações, no Sul de Minas. Os dirigentes do grupo universitário repassaram os dados ao delegado Marcelo Eduardo Freitas, chefe da Delegacia da Polícia Federal em Montes Claros, depois que o ex-prefeito Ruy Muniz, acompanhado do seu filho Tiago, teriam tentado invadir a sede da Unincor em Belo Horizonte, aproveitando que a direção e a reitoria estavam no Sul de Minas. Eles foram impedidos de entrarem no local, em situação que gerou até mesmo um pequeno tumulto.
Os levantamentos iniciais mostram que a Soebras cometeu vários ilícitos, em nome da Unincor. No ano de 2013, a Soebras iniciou entendimentos com a Fundação Comunitária Tricordiana de Ensino, mantenedora da Universidade Vale do Rio Verde, que tem sedes em Belo Horizonte, Betim, Caxambu, Pará de Minas e Três Corações, onde assumiu o compromisso de revitalizar o complexo universitário e posteriormente adquirir a Fundação Comunitária. Porém, passados três anos, isso não ocorreu e a direção da Unincor decidiu romper o contrato de parceria, mesmo por causa dos escândalos envolvendo a Soebras a partir das investigações da Polícia Federal em Montes Claros, com o foco de fraudar recursos públicos.
A surpresa dos dirigentes da Unincor foi constatar que o grupo passou a sofrer uma gestão irregular na FCTE e na Associação das Ursulinas, que administra a Faculdade Santa Úrsula, com operações financeiras indevidas, que burlaram as normas da diretoria, como o bloqueio dos dados pedagógicos e financeiros da FCTE, ficando sob controle da Soebras, em situação considerada de sequestro. Outra medida adotada foi transferir todos os funcionários e alunos da Unincor para a Santa Úrsula, inclusive nomeando pessoas de sua confiança como dirigentes das faculdades, contrariando todas as normas.
Fonte: Gazeta Norte Mineira

Este Blog voltará ao tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário