Translate

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

MANGELS APROVA ADITIVO AO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Fábrica da Mangels em Três Corações MG
A fabricante de rodas Mangels aprovou em assembleia geral de credores o aditivo ao plano de recuperação judicial, que altera condições de pagamento estabelecidas no plano inicial homologado no fim de 2014.

O aditivo foi aprovado pelos credores em 16 de novembro e homologado no dia 24, quinta-feira. A empresa afirma ter recorrido à medida por causa do cenário econômico atual, apesar dos resultados da reestruturação e do cumprimento do plano aprovado há dois anos. “Apesar dos nossos esforços e dos resultados positivos que temos alcançado, as condições de pagamento definidas em 2014 tornaram-se inviáveis diante da crise econômica atual”, afirma o diretor de finanças, administração e relação com investidores, Fábio Mazzini, responsável pela reestruturação.

A Mangels foi a fornecedora escolhida entre 2015 e 2016 para mais de 50 novos projetos de rodas para montadoras. A receita líquida acumulada até o terceiro trimestre de 2016 chegou a R$ 340,1 milhões, ligeiramente superior à obtida no mesmo período de 2015. A empresa informa que, paralelamente ao esforço para ampliação de receita, adotou iniciativas para redução de custos como diminuição do quadro de executivos de 52 para 25 e do estoque de matéria-prima de 13 para 3 dias, mais a renegociação de quase todos os contratos com fornecedores.

Na área industrial teriam sido implantadas medidas de redução de despesas, todas representando cortes nos custos operacionais. Como consequência, a Mangels informa ter fechado o terceiro trimestre com um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) acumulado de R$ 23,9 milhões, revertendo o resultado negativo. Entre 2013 e 2016 a geração de caixa/Ebitda teve acréscimo de mais de R$ 110 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.