Translate

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

GESTÃO PÚBLICA TRANSPARENTE E RESPONSÁVEL

(Fotografia: Eliane Andrade - da esq. p/ dir.,
Eliane An., Prof. Azevedo e eu)
O título é o nome da palestra que assisti ontem (24), em Campanha-MG, em companhia de alguns novos prefeitos e vereadores do Sul de Minas e de universitários campanhenses.
     Proferida pelo Prof. Ms. Pedro Henrique Magalhães Azevedo, assessor do vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, a palestra tratou de tópicos delicados da gestão de orçamento e da prestação de contas públicas.
     Entre outros assuntos, Prof. Azevedo chamou nossa atenção para 2 pontos que já se foram iniciativas de meu mandato (que é nosso):
o reconhecimento do Tribunal de Justiça do Estado para o aumento do piso de investimentos municipais em saúde e educação; propus aumentar o piso tricordiano no ano passado, mas a iniciativa foi declarada inconstitucional pela comissão de justiça da Câmara Municipal.- e a limitação a cerca de 20% da previsão orçamentária, para remanejamento de verbas. Propus emenda limitando a 30% o remanejamento do Orçamento 2017 proposto pela Prefeitura. Na versão original, mais de 100% do orçamento podia ser remanejado. O tema está nas mãos da mesa diretora, que tem a prerrogativa de colocar o orçamento em votação ou não. Acompanhe!     A palestra integrou a programação do 2º EREGE, promovido pelo curso de Processos Gerenciais da UEMG - sob a gestão da tricordiana e competente Profa. Joana Beatriz Barros Pereira.
     Além da atualização técnica vinda diretamente do órgão que regula as contas dos municípios, ouvimos o hino nacional executado em harpa, a comovente apresentação de um coral campanhense e música popular tocada por alunos da instituição. Foi um evento rico e agradabilíssimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.